Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2011

Beleza está em 7o. lugar na preferência dos solteiros

Imagem
Homens valorizam outras qualidades antes da estética, como fidelidade, sinceridade e romantismo
Redação, iG São Paulo 25/08/2011 10:44


Uma pesquisa realizada com mais de dezoito mil solteiros de todo o Brasil mostrou que a beleza não é o fator mais importante para os homens que buscam uma parceira. De acordo com os dados divulgados pelo site de relacionamentos ParPerfeito, a “beleza física” ficou na sétima colocação do ranking que lista as onze principais qualidades desejáveis no sexo oposto. Fidelidade, sinceridade, determinação, romance e união são as cinco características mais procuradas por eles nas mulheres. Com relação ao tipo físico da mulher ideal, os números revelam que os homens apreciam formas mais harmônicas no corpo feminino, mas essa não é a questão central na busca de um amor. Para a pergunta “Que tipo físico você gostaria que sua parceira tivesse?”: 33% disseram que “tanto faz”; 23% preferem alguém “em forma”; 19% querem alguém com peso médio; 11% desejam as mag…

Entenda o segredo da boa forma dos chineses

Imagem
 Por que os chineses são mais magros? Além de por questões genéticas, a maioria dos especialistas destaca que a dieta equilibrada e baseada nos hábitos de saúde taoístas e a Medicina Tradicional Chinesa (MTC) mantêm essa população no peso ideal. A prova de que o segredo da magreza dos chineses está na dieta e em hábitos de vida equilibrados é que até os mais magros estão começando a engordar com a chegada do hambúrguer e outros tipos de fast-food. "A obesidade é uma doença que aumenta lentamente no mundo todo. O excesso de peso afeta a circulação, a pressão arterial e pode, inclusive, provocar câncer", explicou Wendy Shao, especialista em Medicina Tradicional Chinesa do Beijing United Family Hospital and Clinics (BJU), um dos mais caros da capital chinesa.
Produtos naturais, acupuntura e massagens

A MTC, uma prática preventiva de três mil anos de antiguidade e cuja efetividade continua sendo objeto de estudo e controvérsias para a ciência ocidental, combina o uso de …

Homens fazem mais cirurgias plásticas

Imagem


Menos preconceito tem aumentado o público masculino dos consultórios.
Mesmo que eles muitas vezes escondam, já não é de hoje que a procura dos homens por procedimentos estéticos vem aumentando. O fenômeno acontece desde meados da última década de 70.



Com a mudança de costumes – como a entrada da mulher no mercado de trabalho – e o incentivo da mídia, o homem passou a prestar mais atenção no ambiente ao seu redor e a ter vontade de cuidar da aparência, recorrendo aos recursos que a cirurgia plástica pode oferecer.
Começou então a procura do público masculino pelas clínicas de estética, pelas técnicas de rejuvenescimento (cremes, aplicações de botox) e pelas cirurgias plásticas.
Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), o número de homens entre as pessoas que se submetem a este tipo de cirurgias saltou de 8% para 28% nos últimos dez anos. Em 2009, das 645,4 mil cirurgias plásticas realizadas no país, 119,2 mil foram em homens.
"Diferente do que acon…

BRASILEIRAS ADEREM A CIRURGIA DE AUMENTO DE GLÚTEOS .

Imagem
A busca pelo corpo perfeito tem levado cada vez mais mulheres e homens aos consultórios de cirurgias plásticas. Pesquisa realizada recentemente pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica (da sigla em inglês ISAPS), aponta que o Brasil perde apenas para os EUA em números de procedimentos. O levantamento apontou também que, aumento de seio e de bumbum, estão entre os procedimentos mais procurados pelas brasileiras.

O que chama atenção nos dados da pesquisa é justamente a procura pelo aumento de glúteos, uma vez que as brasileiras são consideradas referência quando o assunto é bumbum. A procura pela cirurgia vem sendo percebida nos consultórios de cirurgia plástica, isso deve-se pela busca do corpo mais curvelíneo e pelo fato da cirurgia ter se modernizado ao longo dos anos. Além disso, as mulheres estão deixando de lado o pré-conceito sobre o silicone no bumbum.
O que antes era sinônimo de desconforto e resultados por vezes insatisfatórios, passou a ser mais simples e com r…

Turismo médico põe Brasil em negócio de US$ 60 bi

Imagem
São Paulo- O Brasil tornou-se definitivamente um polo de tratamentos médicos e estéticos para estrangeiros, um negócio que mundialmente movimenta US$ 60 bilhões por ano , principalmente entre europeus e americanos em busca de cirurgia plástica, correção estética e tratamento na área odontológica e ortodôntica. O custo até 30% menor é um dos atrativos, além do know-how de especialistas e de hospitais que oferecem qualidade certificada internacionalmente.
De acordo com Mariana Palha, organizadora do evento Medical Travel Meeting Brazil, que acontece este mês no WTC, em São Paulo, as boas perspectivas do segmento se baseiam em dados como os cerca de 180 mil estrangeiros que estiveram nos últimos três anos no País, para tratamento de saúde. "Os dados são do Ministério do Turismo", destaca.
A previsão para os próximos anos é de incremento de 35% da procura de estrangeiros por serviços médicos, e a meta é criar uma 'força-tarefa' de divulgação internacional para apro…

Queixas sobre forma do nariz podem indicar sinais de doença mental

Imagem
22 de agosto de 2011, Ciência e Saúde Por Márcia Wirth Queixas repetidas a respeito do tamanho ou da forma do nariz podem indicar sinais de doença mental. A Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos não recomenda a rinoplastia para pacientes que apresentam dismorfia corporal.
 Uma a cada três pessoas que procura a rinoplastia – cirurgia plástica do nariz – têm sinais de transtorno dismórfico corporal, uma condição de saúde mental em que a pessoa tem uma preocupação exagerada com ligeiros defeitos, reais ou imaginários, na aparência. As descobertas são de um estudo, publicado recentemente na edição de agosto da Plastic and Reconstructive Surgery, realizado com 266 pacientes avaliados por cirurgiões plásticos na Bélgica, durante um período de 16 meses.
Os pacientes – todos candidatos a fazer uma rinoplastia – foram convocados a responder um questionário para avaliar os sintomas de transtorno dismórfico corporal. Entre aqueles que procuram o procedimento por razões médicas – para …

Organização do Miss Itália veta candidatas com plástica

Imagem
A organização do concurso de Miss Itália vetou as candidatas que fizeram cirurgias plásticas. E as restrições não acabam por aí: as participantes não podem usar extensões no cabelo e lentes de contato.


Os responsáveis pelo evento ainda recomendam que as mulheres usem manequim 38 e que leiam, pelo menos, três livros ao ano, além de jornais todos os dias.

Segundo Patrizia Mirigliani, organizadora do concurso, as novas orientações são importantes para dar exemplo de "graça e pudor" às mulheres do País. "Eu gostaria que a nova Miss Itália tivesse um comportamento baseado na moderação", afirmou ao jornal La Repubblica.
Patrizia quer misses como Lucía Bosé, Silvana Mangano e Sophia Loren. "São moças bonitas sem artifícios ou camuflagens", explicou. O regulamento também diz "os saltos altos só devem ser usados se o contexto permitir e se a moça tem certeza de manter um andar elegante durante todo o tempo".

disponível em: http://diversao.ter…

Será que a Zara é a única vilã da história?

Imagem
Empresas como a Nike, Marisa, Collins e Penambucanas já passaram o que a Zara está passando e sabem o quanto a exploração do trabalho escravo pode repercurtir negativamente em suas marcas e estratégias. Ainda mais neste caso, em que autoridades brasileiras emitiram 52 autos de infração contra duas oficinas de costura subcontratadas pela Inditex (proprietária da marca Zara no Brasil), após constatarem que seus ateliês também serviam de moradia para os funcionários, que suas jornadas de trabalho eram superiores a 12 horas e os salários eram de no máximo R$ 458. Ou seja, vivendo em condições sub-humanas, sem direito a sair da casa em que trabalhavam, exceto por questões de saúde.

Para Giuliana Cassiano Orlandi, auditora fiscal que participou de todas as etapas da fiscalização, a superexploração dos empregados, que tiveram seus direitos laborais e previdenciários negados, aumentam as margens de lucro para as empresas e funcionam como motivação para os empregadores. "Tudo isso gera…

O CULTO DO CORPO FEMININO NA OBRA PORCARIAS: UMA NOVA UTOPIA

Imagem
Gilda Carneiro Neves - Seg, 15 de Agosto de 2011 15:30 Caderno de Resumos do II Seminário Discente e II Mostra de Pesquisa do Departamento de Letras e Artes, promovido pelo PPGLI/UEPB - 2011
O CULTO DO CORPO FEMININO NA OBRA PORCARIAS: UMA NOVA UTOPIA
(Orientadora: Maria Goretti Ribeiro)
Este trabalho disserta sobre a representação do feminino numa perspectiva sócio-cultural e mito-poética com o objetivo de investigar na obra Porcarias da escritora francesa Marie Darrieussecq, a influência e as conseqüências da “nova” utopia do culto do corpo jovem das mulheres contemporâneas. A obra narra a estória de uma jovem que pouco a pouco se vê transformada em porca. Sob a forma de um monólogo, ela relata sua história, descrevendo os primeiros sintomas de sua metamorfose física (sua carne que vai se arredondando e se tornando cor-de-rosa, a erupção de mamilos em seu tórax...) e psíquica (sua aversão repentina a salsichas, linguiças e carnes industrializadas). A narradora relata também s…

Escravos da moda

Imagem
Exploração de trabalho em condições degradantes em fábrica de fornecedoras da grife Zara em São Paulo mancha reputação da marca espanhola por Flávio Costa

O CONTRASTE: Fachada de loja da rede em São Paulo e detalhes da confecção em Americana: trabalhadoresamontoados em meio à sujeira em um espaço sem ventilação tinham jornadas sem descanso





A trajetória ascendente da grife espanhola Zara levou seu fundador, Amancio Ortega, ao posto de sétimo homem mais rico do mundo, com uma fortuna estimada em US$ 31 bilhões. O frisson provocado pela entrada no mercado brasileiro, em 1999, transformou a marca em item obrigatório no closet das consumidoras de classe média. Mas uma mancha surgiu em meio à tamanha opulência. Na semana passada, fiscais do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) descobriram um esquema de utilização de mão de obra escrava em três fábricas de fornecedoras da Zara, em São Paulo, nas quais 68 trabalhadores recebiam poucos centavos por peça produzida em condições subumanas.

Imagem
Susanne Eman consome 21 mil calorias por dia e diz que pode chegar “saudável” a sua meta porque se exercita e mede a pressão.


A estadunidense Susanne Eman, de 32 anos, tem hoje 317 quilos. Seu objetivo é superar os 700 quilos para se tornar a mulher mais gorda da história, segundo a agência Barcroft Media.

Susanne (foto), que tem dois filhos e mora em Casa Grande, no estado do Arizona, quer chegar a pesar 360 quilos até o fim deste ano. Para atingir a meta, ela tem devorado quantidades de alimentos cada vez maiores. Susanne consome 21 mil calorias a cada dia, distribuídas em três refeições gigantes, que incluem desde 12 tacos de carne a 4 litros de refrigerante no café da manhã e no jantar.

Apesar das críticas, a americana diz que pode atingir seu objetivo de forma “saudável”, pois tem se exercitado e medido a pressão arterial diariamente. Ela decidiu engordar depois que não conseguia parar de ganhar peso naturalmente.Apesar das advertências de seu médico, Susanne disse que quer …

Plástica depois dos 70 e até 80 anos vira moda nos EUA

Imagem
Número de pacientes da terceira idade cresce cada vez mais nos consultórios de cirurgia plástic

A bisavó Marie Kolstad colocou implante nos seios
Aos 83 anos, Marie Kolstad tem uma vida rica. Tem um emprego de período integral e uma vida social ativa, ocupada com 12 netos e 13 bisnetos. Mas havia uma coisa que precisava melhorar, diz ela: seu corpo. Na sua idade, diz Marie, "seus seios vão para um lado e seu cérebro para outro". Então, há algumas semanas, a viúva californiana se submeteu a uma cirurgia de três horas para levantar e colocar implantes nos seios - operação que custou cerca de 13 mil reais.
"Fisicamente, estou em boa saúde, e sinto que devo tirar vantagem disso", afirma. "Minha mãe viveu muitos anos, e deduzo que é isso que vai acontecer comigo também. E quero que minhas crianças tenham orgulho de minha aparência".

Marie é uma das muitas septuagenárias, octogenárias e até nonagenárias que estão lustrando seus anos de ouro com a ajuda…

Turismo médico aumenta a cada dia

Imagem
Aaumento do turismo médico, onde os pacientes viajam para fora de seus países para fazer suas cirurgias plásticas, colocou em questão a base do relacionamento médico-paciente e está colocando em perigo muitas pessoas que procuram por cirurgias plásticas mais baratas. As taxas de complicações das cirurgias realizadas nestas circunstâncias são alarmantes.
Um artigo publicado na edição de agosto da Aesthetic Surgery Journal, intitulado Complicações do Turismo Cirúrgico Internacional, menciona um recente estudo realizado, nos Estados Unidos, que mostra um aumento nas taxas de complicações pós-cirúrgicas em pacientes que retornam de cirurgias feitas fora do país.
"É importante salientar que complicações após a cirurgia plástica não significam exatamente negligência médica. No pós-operatório da cirurgia plástica podem aparecer hematomas, infecção pós-cirúrgica, drenagem lenta dos cortes ou problemas de cicatrização, como necrose dos tecidos ou deiscência de suturas. Algumas destas …

Kate Winslet cria liga contra cirurgia plastica

Imagem
Kate Winslet é defensora assídua da beleza natural! A atriz, de 35 anos, já criticou o uso de Photoshop em suas campanhas e tem se revelado cada vez mais contra ao uso de botox e cirurgias plásticas.





Para concretizar esse ponto de vista, ela criou o que chama de “Liga Britânica Anti Cirurgia Plástica”, junto com Emma Thompson e Rachel Weisz. “Nunca vou me render. Vai contra a minha moral, a criação que meus pais me deram e o que julgo ser a beleza natural. Eu sou uma atriz, eu não quero congelar a expressão do meu rosto", disse Winslet.


“Estamos nessa onda horrível baseada na juventude, onde todo mundo tem que ter carinha de 30 anos quando tem 60″, completa Emma Thompson.
A terceira do grupo, Weisz, acrescenta dizendo que pessoas que parecem perfeitas demais não são sexy ou necessariamente lindas.Será mesmo que o trio anti-plástica nunca vai se render e entrar na faca? A iniciativa é bem interessante, mas com certeza as atrizes vão ganhar algumas inimizades por aí.

Exposição feminina na mídia é tema de discussão na PARAÍBA

Imagem
18/08/2011 às 00:04:43 Exposição feminina na mídia é tema de discussão no II EPCOM/UEPBpor Assessoria EPCOMO Departamento de Comunicação Social e a Universidade Estadual da Paraíba estão realizando desde o dia 16 o II Encontro de Pesquisa em Comunicação – EPCOM. O evento, que tem como tema central Comunicação na Pós-Modernidade: Memória e Imagem das Culturas aborda o universido da pesquisa na área e em áreas afins à Comunicação Social.



Na  quarta-feira, 17, foi realizado o minicurso “Corpo, mídia e subjetividade: Os contornos do feminino cotidiano.” Ministrado pela professora e coordenadora do curso de jornalismo da Faculdade Maurício de Nassau de João Pessoa, Ms. Patrícia Monteiro, o minicurso teve como principal assunto abordado a temática relacionada à questão dos contornos do corpo feminino na mídia contemporânea. De acordo com a professora, a sociedade contemporânea é marcada pela inquietação social de modificar algo no corpo e o discurso jornalístico reforça essa ideia assoc…

Atrizes britânicas unem-se em campanha contra cirurgias plásticas

Imagem
Publicado em Agosto 19, 2011 por Evan do Carmo

Três atrizes britânicas uniram-se, em Hollywood, a favor de uma campanha contra cirurgias plásticas. Kate Winslet, Emma Thompson e Rachel Weisz criaram a “Liga Britânica Contra a Cirurgia Plástica”.




Aos 35 anos, Kate disse em entrevista ao jornal inglês “The Telegraph”, que ela e as amigas resolveram tornar-se ativistas contra a pressão de Hollywood para que as mulheres façam cirurgias plásticas.
“Eu nunca cederei”, disse. “Vai contra os meus princípios, contra a maneira como os meus pais me educaram e contra o que eu considero a beleza natural. Eu sou uma atriz. Não quero congelar a expressão do meu rosto”, disse a estrela.
Emma Thompson concorda em gênero, número e grau. “Eu não vou mexer em nada no meu corpo. Nós vivemos em uma sociedade louca pela juventude, na qual todo mundo tem que parecer ter 30 anos quando tem 60.” Já Weisz afirmou que as pessoas que parecem perfeitas demais “não são sexy ou particularmente bonitas”.

Disp…

Artistas espanhola recria editorias de moda com mulheres comuns

Imagem
MARINA GURGEL

DE SÃO PAULO

 

 Cena como essas são comuns em editoriais de moda, mas não fazem nenhum sentido na vida real. Cansada de não se identificar com as revistas femininas, a artista Yolanda Dominguez, 34, resolveu criar a série "Poses". Nela, mulheres normais imitam as poses non-sense das modelos, para mostrar que não há identificação das mulheres com os editoriais de moda.
"Tente olhar para uma revista feminina como se você fosse um alien que não sabe nada sobre mulheres. Como você definiria as mulheres que aparecem lá? Absurdas, artificiais. Eu tentei expressar a forma como muitas mulheres se sentem ao ver revistas: a gente não se identifica com esse tipo de mulher, nós somos muito mais que isso. Eu usei 'Poses' para mostrar o quão absurdo aquilo é", disse Dominguez.

Para o cômico trabalho de sair às ruas brincando de estátua, a artista recrutou atrizes de todas as idades, "para mostrar que as…

Anorexia e bulimia podem prejudicar a fertilidade

Imagem
Mulheres com anorexia e bulimia podem demorar mais para engravidar do que mulheres sem esses transtornos alimentares, aponta um novo estudo.
Pesquisadores do Reino Unido pediram a 11.088 grávidas para preencher questionários na 12ª e 18ª semanas de gestação. Entre as mulheres, 171 (1,5%) tiveram anorexia em algum momento de suas vidas, 199 (1,8%) tiveram bulimia, e outras 82 (0,7%) haviam tinham experimentado ambas as condições.
A maior proporção das mulheres com transtornos alimentares levou mais de seis meses para conceber em comparação com aquelas sem história de transtornos alimentares (39,5% contra 25%). No entanto, os pesquisadores constataram que as mulheres com transtornos alimentares não eram mais propensas a demorar mais de 12 meses para engravidar.
Mulheres com anorexia ou bulimia foram mais de duas vezes mais propensas a engravidar com a ajuda de tratamentos de reprodução assistida: 6,2% contra 2,7% nas sem os transtornos.

O estudo também constatou que 41,5% das mulh…

Perigo mirim

Imagem
Nasci com cabelos escorridos, finos, e sempre usei compridos na infância. Quando comecei a me entender por gente, lá pelos 16, 17 anos, passei a encaracolá-los: fiz 4 ou 5 permanentes para dar "jeito" naqueles fios. Adulta e com menos vontade de usar química, passei a usar gel e outras coisas para ondular. Adorava meus cabelos compridos e cheios de onda e olha que a Gisele nem andava desfilando por aí. Parei de usar tanta coisa há pouco tempo, agora, só tratamento mesmo. Tem valido a pena, mais libertador ;)
Minha sobrinha mais velha nasceu com cachos e até hoje (está com 19 anos) tenta alisá-los. Usa chapinha, alongamento, progressiva, e por aí vai. A sobrinha do meio, ao contrário, cabelo liso e comprido, não entende porque não ganha umas ondas nas madeixas (mas, nunca fez nada porque só tem 13 anos). É assim mesmo: o sexo feminino nunca está satisfeito com o que tem, principalmente em se tratando de cabelo.
Acho a vaidade saudável desde que não seja neurótica, nem atr…

OS DIFERENTES PAPÉIS DA MULHER BRASILEIRA NO SÉCULO XIX

Imagem
OS DIFERENTES PAPÉIS DA MULHER BRASILEIRA NO SÉCULO XIX





Sociedade patriarcal em constante mutação em inúmeros segmentos. Sociedade dominada pelo homem que fez da mulher criatura diferente, ofuscando suas qualidades e habilidades. Sim, exigia-se beleza dela, para Gilberto Freire[1], uma beleza mórbida, quase doentia que oscilava entre o tipo franzino e a senhora gorda.

O Brasil do século XIX regia as regras sociais para a mulher através da diferenciação dos sexos. Diferenciação dos sexos onde o padrão duplo de moralidade privilegiava o homem no que se referia absolutamente a tudo.

Um país basicamente rural começava a ingressar em nova fase durante o século XIX, convivência entre a estrutura escravista e as primeiras praticas capitalistas, alguns lugares incorporaram com maior rapidez as inovações que chegavam, iluminação a gás, bondes puxados a burro, os primeiros protótipos das lojas comercias, modernidade convivendo com escravos perambulando nas ruas dos centros urbanos e rurais…