Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2013

As 10 cirurgias plásticas mais realizadas no Brasil

Imagem
Em 19 de julho de 2013 |0 Comentário A facilidade, inclusive de pagamento, tem feito cada vez mais mulheres ir em busca de cirurgiões e recorrer ao bisturi.
E não é para menos. Todo mundo quer ficar bonita e se sentir bem.
Recentemente saiu uma pesquisa da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica (ISAPS) que aponta as cirurgias mais realizadas pelas brasileiras.
Veja a lista.
1 – Lipoaspiração: 211.108 procedimentos cirúrgicos em 2011
2 – Aumento de mama: 148.962
3 – Abdominoplastia: 95.004
4 – Blefaroplastia (cirurgia das pálpebras): 90.281
5 – Redução de mama (mulheres): 66.417
6 – Mastopexia: 64.960
7 – Rinoplastia: 43.809
8 – Facelift: 38.484
9 – Otoplastia: 28.788
10 – Aumento dos lábios (exceto materiais injetáveis): 23.311

Fonte: Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica (ISAPS)

Cidade Ditadura da beleza. Número de cirurgias plásticas em adolescentes cresce 141,3%

Imagem
No público jovem, as intervenções cresceram em um ritmo três vezes maior do que entre adultos (38,6%). Lipoaspiração e implante de silicone nos seios são os procedimentos mais comuns O que não faltam são incentivos. Mulheres magras, exibindo barrigas saradas e seios turbinados são destaque na televisão e em capa de revistas. Para realizar o sonho de ter um corpo o mais próximo possível do idealizado, cada vez mais mulheres têm recorrido à cirurgia plástica. Mas até que ponto essa insatisfação com o corpo afeta a vida delas? Esses procedimento são realmente necessários? As intervenções vêm sendo realizadas de forma indiscriminada, sobretudo pelo público jovem. Prova disso são os dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) que apontam que, de 2008 a 2012, o número de cirurgias plásticas em adolescentes de 14 a 18 anos cresceu 141,3%. Foram 37.470 procedimentos realizados em 2008, saltando para 91.100 no ano passado. Ritmo que supera em mais de três vezes o registrado em a…

Modelos com deficiência levam a diversidade ao São Paulo Fashion Week

Imagem
qui, 16/06/2011 - 17:59 — lumachado Além das belas e charmosas modelos, que são consideradas padrões nas passarelas, a edição 31ª edição do São Paulo Fashion Week (SPFW), na Fundação Bienal, no Parque do Ibirapuera, conta com a beleza na diversidade. Como o tema desse ano diz respeito ao futuro, abranger a democracia dos tipos físicos, também é um começo. Nas passarelas externas do evento, até o dia 17 de junho, lindas modelos com deficiência da agência Kica de Castro Fotografias, vão provar com caras, bocas e muita simpatia o que sempre foi dito desde 2007: beleza e deficiência não são palavras opostas. A moda pode ser democrática e abrir espaço para esses profissionais.
No Brasil, cerca de 30 milhões de consumidores possuem algum tipo de deficiência e fazem questão de acompanhar e estar na moda.
As modelos com deficiência, escolhida para essa ação “futurista”, foram: Caroline Marques, paraplégica, 29 anos e Paola Klokler , má formação congênita, membro inferior esquerdo, 2…

Obesas mórbidas posam nuas em nome da arte

Imagem
Na contramão dos ensaios sensuais com modelos anoréxicas, o fotógrafo italiano Yossi Loloi só fotografa gordinhas e lança a pergunta: Quem diz que beleza tem que ser magra? Próxima O fotógrafo quis mostrar que beleza não é exclusividade das magrinhas e, deu o nome do projeto de FullBeauty Foto: Reprodução/FullBeautyProject.com Próxima Ela afirma que o mundo está culturalmente estragado, mas o trabalho dele serve como alerta! Foto: Reprodução/FullBeautyProject.com Próxima As fotos ficaram realmente incríveis! Foto: Reprodução/FullBeautyProject.com Próxima Yossi mostra todas as mulheres podem ter uma sensualidade bastante aflorada, basta colocá-las em ação Foto: Reprodução/FullBeautyProject.com Próxima Durante as fotos, ele estava muito mais interessado pelo que essas mulheres representam, e não por quem são na vida real Foto: Reprodução/FullBeautyProject.com Próxima Com o FullBeauty, o fotógrafo qu…

Agência de modelos prova que beleza e deficiência não são contraditórias

Imagem
ter, 12/06/2012 - 18:42 — lumachado “Cadeiras de rodas, muletas, próteses, órteses, para mim, são acessórios de moda”, afima a fotógrafa Kika de Castro. Numa iniciativa em favor da inclusão social, criou a Agência de Modelos para Profissionais com Deficiência, em 2007. A empresa tem um casting com 80 modelos, espalhados pelo Brasil, que possuem alguma necessidade especial. Apesar de localizar-se em São Paulo, o estúdio atrai pessoas de todo o país. Segundo Kika, agora as pessoas estão conseguindo enxergar que beleza e deficiência não são palavras oposta, mas ainda existe muito preconceito. A agência faz mais trabalhos fora do Brasil. Em outros países do mundo existe maior atenção para aspectos da vida dos deficientes. Fato que levou a fotógrafa fazer parceirias com agências no exterior para ser reconhecida aqui dentro.
A ideia de criar a agência surgiu quando Kika chefiava o setor de fotografia de um hospital e centro de reabilitação de pessoas com algum tipo de deficiência…

Beleza e deficiência não são opostos, diz criadora de agência de modelos

Imagem
Kica de Castro trabalha com 80 modelos com deficiência em todo o país.
Demanda cresce, mas preconceito ainda predomina, afirma ela. Giovana SanchezDo G1, em São Paulo 25 comentários
Kica de Castro em seu estúdio
(Foto: Giovana Sanchez/G1)
"Aqui, ninguém usa Photoshop", alerta a fotógrafa Kica de Castro para quem entra em seu estúdio, no bairro do Tatuapé, na Zona Leste de São Paulo. "E sou muito grata à tecnologia HD, que mostrou que todos têm defeitos, ajudou a reassaltar a imperfeição". Kica tem 35 anos e há 12 anos trabalha com fotografia para deficientes. Primeiro, num centro de reabilitação, fazendo fotos de prontuários e fichas médicas. "Era tudo muito frio e eles ficavam inibidos de ter que ficar sem roupa e ser fotografados com uma plaquinha, como numa prisão."
[O G1 publica, nesta quinta e sexta (1º e 2), a série 'Transformadores', que conta histórias de gente que mudou a própria vida para melhorar a realidade de outras pessoas. Conheça to…

Agência de modelos com deficiência confrontam ditadura da perfeição

Imagem
Mistura Urbana
01/07/2013
Hoje com a diversidade no auge e as marcas entrando no ritmo do “adapte-se ou morra”, agências especializadas em modelos com alguma deficiência propõe inclusão no mercado da moda, de um público representado por mais de 46 milhões de consumidores.da Redação
A agência americana Doll Parts da Tarah Una e a agência da fotógrafa brasileira Kica de Castro, a primeira no país nesse segmento, se destacam nessa proposta. Ambas possuem interesses acima do lucro: promover mensagens de superação, liberdade, respeito e evolução social. Foto da agência Doll Parts da Tarah Una
Kica de Castro trocou o mercado publicitário para assumir o setor de fotografia num Centro de Reabilitação para deficientes. Incomoda com o constrangimento dos pacientes diante da câmera, foi a 25 de Março e comprou acessórios e itens de beleza e simulou um estúdio de moda dentro do seu departamento. Essa iniciativa deu espaço para um projeto de fototerapia, focado no resgate da autoestima dos paciente…

Fotógrafa registra a vida real de Barbie e Ken após o casamento

Imagem
Esse post é especial pra você mulher, que um dia adorou brincar de bonecas, principalmente da linha Barbie e Ken.
A Fotógrafa de Vancouver Dina Goldstein, expõe o lado mais sombrio do casamento da Barbie com Ken em sua mais recente série de fotos ‘In The Dollhouse’.
Dina registrou Barbie e Ken vivendo no seu dia a dia, em várias situações inusitadas, como Barbie esperando ken para jantar; Barbie se revoltando em cortando seu cabelo.
Vendo esse projeto podemos concluir que o mundo não está facil pra ninguém haha :D










fonte: http://www.criatives.com.br/2013/07/fotografa-registra-a-vida-real-de-barbie-e-ken-apos-o-casamento/ e vc o que acha???? Comentários

Projeto fotografa corpo de mulheres com marcas da gravidez após o parto

Imagem
'Beleza Revelada' reúne mães que tiveram filhos e transformações físicas.
Participantes mostram coragem ao se exibir em momento tão frágil da vida. Do G1, em São Paulo 304 comentários
Mulheres posam para fotógrafa americana logo após terem filhos (Foto: Darien McGuire/Divulgação) As transformações do corpo feminino durante e após a gravidez foram tema de um trabalho da fotógrafa americana Darien McGuire, que clicou várias mulheres após terem filhos. O material faz parte do Projeto Beleza Revelada (Beauty Revealed Project, em inglês), criado e organizado pela americana Rachel Barlow.
saiba maisAmericana fotografa corpo nu com estrias e flacidez após perder 73 kg As imagens impressionam pelo visual e pela coragem das mães em se expor durante um período de tanta fragilidade e insegurança com o corpo, geralmente após o ganho de vários quilos e a dificuldade em eliminá-los. As participantes, porém, mostram muito orgulho e auto-estima.
Uma das legendas das fotos publicadas no Facebook…

“Roubo das riquinhas e levo para os pobres”, diz Dr. Rey

Imagem
FONTE: http://www.midianews.com.br/conteudo.php?sid=6&cid=162585SHOWMAN OU DOCTOR???????? PRA REFLETIR....
Sou uma espécie de embaixador do Brasil, como Gisele Bündchen e Anderson Silva
Clique para ampliar
DO G1
No ar em 172 países, com seu programa de TV de cirurgias plásticas, o brasileiro Roberto Miguel Rey Júnior, o Dr. Rey, diz que fatura US$ 100 milhões por ano com produtos licenciados, cirurgias e apresentações na TV. Mora numa mansão avaliada em US$ 6 milhões em Beverly Hills e acaba de comprar um apartamento no bairro nobre do Itaim, em São Paulo. Filiou-se ao PSC (Partido Social Cristão), o mesmo do pastor Marco Feliciano, que pretende lançá-lo a deputado federal no ano que vem. A ÉPOCA, ele falou da nova carreira.

ÉPOCA –Qual será sua plataforma eleitoral?

Dr. Rey – Sou uma espécie de embaixador do Brasil, como Gisele Bündchen e Anderson Silva. Quero mostrar que o brasileiro não é uma piada. É inacreditável que menos de 9% do PIB brasileiro vá para a saúde. Meu governo…

Cirurgia plástica em adolescentes cresce 141% em 4 anos

Imagem
Quarta, 03 de Julho de 2013 - 16:16Fonte: Lúcio Borges com assessoria A lipoaspiração e colocação de próteses nos seios estão no topo da lista no número de cirurgias plásticas em adolescentes, que mais que dobrou nos últimos 4 anos, no Brasil. Os dados são o que aponta um levantamento realizado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, que analisou o número de plásticas feitas por adolescentes de 13 a 18 anos. Entre 2008 e 2012, esse número mais do que dobrou, o aumento foi de 141%. Em quatro anos saltou de 37 mil para 91 mil cirurgias. A lipoaspiração está no topo da lista, seguida pela prótese nos seios. Segundo psicólogos, muitos adolescentes querem atingir um padrão irreal de beleza e acabam procurando as cirurgias plásticas como forma de se sentirem satisfeitos, muitas vezes sem dar atenção ao fato de que toda cirurgia implica em riscos. A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica declarou que não há uma norma que defina uma idade mínima para a realização de uma operaçã…

“A anorexia me transformou em uma senhora”, lamenta mulher que pesa 38 kg

Imagem
Escocesa Helen Gillespie luta contra a doença há 20 anos Texto: -A+A Do R7 Veja a galeria completa A escocesa Helen Gillespie, 30 anos, luta contra a anorexia desde os 10 anosReprodução / Daily Mail Helen Gillespie, de 30 anos, luta contra a anorexia desde os 10 anos. Por medo de se tornar adulta, ela restringiu drasticamente a ingestão de calorias para retardar a puberdade. O problema é que esta atitude a transformou em uma idosa de ossos frágeis e varizes. As informações são do jornal Daily Mail.
— Os médicos me dizem que tenho ossos de uma mulher de 70 anos de idade porque eles são muito fracos. Sinto-me como uma senhora e, se não melhorar, vou continuar a envelhecer prematuramente.

Helen, que pesa 38 kg, começou a fazer dieta aos dez anos. Por causa de o transtorno alimentar, ela passou quase a vida inteira no hospital. Por não acreditar que poderia corresponder às expectativas dos pais, Helen transferiu a frustração para a comida.
— Não queria ser criticada e sabia que o p…