Uma média de 50 mil cirurgias plásticas são realizadas por mês em todo o Estado de São Paulo. É o que revela a primeira pesquisa da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – Regional São Paulo (SBCP-SP) sobre o tema, feita entre abril e maio deste ano. No Estado, foram entrevistados 378 cirurgiões plásticos, sendo 5% deles de Santos.
 
Em um ano, seriam 600 mil intervenções, ou cerca de 40% do total brasileiro de 1,49 milhão de procedimentos, de acordo com levantamento de 2013 da Sociedade Internacional da Cirurgia Plástica Estética (Isaps, em inglês). 

> Comente esta matéria no Blog Papo com Editores
 
A retirada de gordura localizada é o pedido mais frequente nos consultórios dos cirurgiões que responderam à pesquisa. A chamada lipoaspiração lidera o ranking dos mais procurados no Estado, com 94%. 
 
O cirurgião santista Rodrigo Achilles, que respondeu à pesquisa, explica que a lipoaspiração normalmente não é realizada isoladamente. 

N/A
 
“As pessoas aproveitam a oportunidade para fazer mais de um procedimento. Já que vão para a mesa de cirurgia, os pacientes aliam a lipo com alguma outra correção estética”.
 
A redução das mamas e implante de silicone aparecem, inclusive, em segundo lugar na pesquisa da SBCP. Com 88%, a mamoplastia, ou diminuição do tamanho dos seios, é o segundo procedimento mais requisitado nos consultórios médicos. Logo em seguida, aparece a colocação de prótese de silicone, com 86%.
 
Seios maiores
 
Uma curiosidade destacada pelo presidente da SBCP-SP, o cirurgião Fernando de Almeida Prado, é em relação ao tamanho das próteses de silicone. De acordo com a pesquisa, o tamanho médio do implante mamário mais requisitado pelas mulheres é de 300 ml, mas ele afirma que pedidos de implantes maiores, de até 500 ml, estão cada vez mais frequentes. 
 
“Quando fiz minha residência médica, há 20 anos, a maioria das próteses nem chegava a 200 ml. Hoje, chega a ser difícil encontrar desse tamanho”.
 
A plástica de nariz, ou rinoplastia (74%), plástica de pálpebras (70%), rejuvenescimento facial (69%), redução de orelhas, ou otoplastia, (60%) e ginecomastia (57%) dão sequência à lista de procedimentos mais realizados no Estado.
 
Glúteos
 
Os médicos entrevistados ressaltam a procura crescente por próteses nos glúteos, ou gluteoplastia. Os profissionais estimam um aumento de 60%do pedido pelo procedimento, nos últimos cinco anos.
 
Almeida Prado prevê que a gluteoplastia será um dos procedimentos mais realizados no País. Isso porque a mudança na técnica de colocação das próteses tem chamado mais a atenção das mulheres. 
 
“Antes, a prótese era implantada acima do músculo dos glúteos e esteticamente ficava muito artificial. Hoje a prótese é colocada dentro do músculo, o que dá um resultado muito mais natural”.
 
Representatividade
 
Das cidades do Interior de São Paulo levadas em conta na pesquisa, Santos aparece em terceiro lugar de maior representatividade para o resultado final do levantamento. O Município está atrás apenas de Campinas, com 11% de cirurgiões participantes, e da Região Metropolitana de São Paulo, com 6%.
 
O cirurgião Rodrigo Achilles diz que a Cidade tem dois serviços de residência para médicos que buscam se especializar em Cirurgia Plástica. “Santos é praticamente uma indústria de cirurgiões plásticos, o que torna a Cidade um alvo muito grande para aquelas pessoas que buscam profissionais para realizar os procedimentos”.
 
A cada ano, 12 médicos se especializam na modalidade em Santos, seis em cada instituição que oferece residência no Município.

http://www.atribuna.com.br/atualidades/estado-de-s%C3%A3o-paulo-tem-50-mil-pl%C3%A1sticas-ao-m%C3%AAs-lipoaspira%C3%A7%C3%A3o-lidera-ranking-1.401987