sábado, 25 de setembro de 2010

Repreensão da família pode agravar casos de bulimia e anorexia

Familiares de pacientes com distúrbios alimentares precisam compreender e dar suporte
Disponivel em:< .br/especial/rs/bem-estar/19,0,3043891,Repreensao-da-familia-pode-agravar-casos-de-bulimia-e-anorexia.html Acesso em 25 de setembro de 2010
A repreensão dos pais ou familiares diante da constatação de um distúrbio alimentar pode desencadear uma piora no quadro de qualquer paciente. A anorexia ou a bulimia geralmente ocorre em uma faixa etária na qual a identidade ainda não está definida, portanto, o suporte da família se torna crucial no tratamento.
Patrícia Santafé, endocrinologista que trata pacientes que sofrem do distúrbio, explica que a família precisa agir nos primeiros sinais da doença. O primeiro passo pode ser uma conversa.
— O ideal é nunca afrontar, sempre apoiar. As pessoas que sofrem essa doença não estão conscientes disso. Os familiares precisam entender que essa pessoa sofre por não se aceitar — diz a médica, que atende no Centro Clínico do Hospital São Lucas da PUCRS.
A médica orienta, em um segundo momento, que a pessoa encaminhe o paciente a um atendimento médico, que geralmente é feito por mais de um profissional, como um psicólogo e um endocrinologista.
— É importante não subestimar a doença. Hoje em dia esses distúrbios têm começado cada vez mais cedo — garante a especialista.

Segundo a nutricionista Michelle Ferreira De Simone, estima-se que 1 em cada 9 meninas adolescentecorre o risco de desenvolver uma anorexia nervosa.
— São números assustadores que merecem a atenção de pais, educadores e clínicos — afirma .
Como identificar os sintomas
Identificar os sinais dos distúrbios não é uma tarefa simples. Sentir-se gorda, por exemplo, é algo recorrente principalmente entre as jovens. Segundo Patrícia, a anorexia e a bulimia se confundem com frequência. Ambos pacientes, por exemplo, julgam-se sempre estar muito acima do peso.
— Isso é mais evidente entre as pessoas que estão desenvolvendo ou já desenvolveram a anorexia, pois eles apresentam um peso bem abaixo do normal e mesmo assim se acham gordos. O bulímico pode estar em um peso ideal ou até estar um pouco acima do peso.
Sinais possíveis a cada distúrbio segundo as especialistas:
ANOREXIA
:: Baixo peso
:: Rejeição de comida ou alimentação em quantidades muito pequenas
:: Enjoos e desconforto ao comer
:: Alteração menstrual: por causa da baixa ingestão de nutrientes, elas podem não produzir hormônios suficientes
: Anemia: a doença pode ser identificada nos olhos (o branco dos olhos fica mais claro) ou na boca (lábios esbranquiçados). Também pode ocorrer tontura e palpitação.
:: Queda ou enfraquecimento do cabelo
:: Usar roupas largas para esconder o corpo
:: Evitar eventos sociais por causa da comida
BULIMIA
:: Comer compulsivamente
:: Buscar o isolamento logo depois de comer: as pessoas com bulimia tentam provocar o vômito ou tomam laxantes depois de comer

:: Amarelamento dos dentes
:: Mal hálito
:: Queda de cabelo
:: Feridas nos dedos ou nas mãos: ao provocar o vômito diversas vezes, o paciente pode se ferir
:: Comer escondido
:: Usar roupas largas para esconder o corpo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ONG explica campanha feminista com Cruzeiro, que vira destaque internacional

Ação é tida como a primeira de uma sequência de etapas de conscientização   João Vítor Marques /Superesportes  ,  Tiago Mattar /Superes...