quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Não faça competição com sua filha



Não Faça Competência com sua Filha

Publicado por Carmem L Vilanova às 6:33 AM
Começando pela roupa, passando pela maneira de falar, e terminando com as amizades, existem mães que se mimetizam e começam a se parecer, cada vez mais, a suas filhas adolescentes.
Mas para os psicólogos estas atitudes estão longe de ser mera cumplicidade entre mãe e filha. Na realidade, trata-se de uma competência que se estabelece, em geral, quando umas se encontram à beira da menopausa e as outras, em pleno desenvolvimento hormonal. E nestes casos, é a mãe a causadora do conflito.

Este problema se vê muito frequentemente, sobretudo em mães divorciadas ou viúvas. Estas mães sofrem de uma supervalorização da juventude e da imagem corporal. O que buscam é deter o passo do tempo e para isso, apelam a recursos como usar a mesma roupa que suas filhas ou passar fome para conseguir o mesmo peso.
Esta competência tem duas caras: por um lado estas mães buscam ver-se igualmente jovens como suas filhas, e por outro, querem seguir sendo desejadas pelos homens.
Geralmente esta competência se dá em lares onde falta a figura masculina, que é habitualmente quem acalma os ânimos. Também em sua grande maioria, são mulheres que não tiveram um desenvolvimento profissional ou de trabalho, que se dedicaram exclusivamente a ser donas de casa. Seu único atrativo baseia-se no atrativo erótico, o único que fez com que se sentissem valorizadas e hoje sentem que estão sendo desbancadas por suas filhas nesse assunto.
A competência sempre surge do lado das mães. As filhas, em realidade, não encontram motivos para competir com suas mães. Mas o que sim fazem muitas vezes como reação, é denegrir ou desqualificar a suas mães.



- Cirurgias Plásticas
Outra modalidade destes tempos é recorrer às cirurgias para melhorar o corpo e assim, estar mais próxima (físicamente) da aparência das filhas adolescentes.
As mulhers costumam recorrer às cirurgias estéticas quando se encontram em uma etapa de crise. E estas crises podem haver-se originado na entrada da idade madura, uma mudança de parceiro ou, inclusive, algum conflito com suas filhas.
Como agir para deixar de lado esta competência?
1. Reconhecer que está competindo com suas filha.

2. Não se deve apoiar ou buscar conselhos em suas filhas. Não deve transmitir-lhes seus problemas.

3. Deve ter amigas de sua idade.

4. Conformar-se com o próprio corpo e suas conquistas pessoais.

5. Se não se encontra satisfeita, repensar no que pode fazer para melhorar sua vida.

6. Valorizar-se. Pode fazer uma lista com coisas positivas de si mesma.

7. Lembrar-se de que ainda continua sendo uma mulher e que pode melhorar sua sexualidade. Não deve pensar que sua vida sexual se acabou.

8. Tudo o que a sua filha lhe diga que seja para que lhe ajude a crescer interiormente.

9. Saber que cada uma ocupa seu lugar na vida uma da outra
Disponivel em http://viverintegral.blogspot.com/2010/12/nao-faca-competencia-com-sua-filha.html Acesso em 23 de dezembro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ONG explica campanha feminista com Cruzeiro, que vira destaque internacional

Ação é tida como a primeira de uma sequência de etapas de conscientização   João Vítor Marques /Superesportes  ,  Tiago Mattar /Superes...