quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Modelos de manequim 42 desfilam em Londres e fazem campanha pela beleza real


Hayley Morey e Crystal Renn reforçam campanha por meninas menos magras na passarela



Do R7.Texto: ..

Efe

A modelo Hayley Morey, em um momento

de deslize no desfile de Mark Fast

.

.A inglesa Hayley Morey tem 21 anos, estuda finanças na universidade e quer ser pesquisadora como o pai. Mas no último fim de semana ela esteve bem ocupada com um compromisso bem diferente disso: representar as mulheres curvilíneas na Semana de Moda de Londres.

Usando um saudável manequim 42, ela é a musa do estilista Mark Fast e apareceu na apresentação dele para reforçar a campanha da marca pelo uso de mulheres de “tamanho real” em desfiles. Ela já havia trabalhado com o designer canadense em setembro, quando houve apenas modelos de manequim 40 e 42 na passarela.

Em sua aparição na passarela, Hayley usou vestidos superjustos (veja na foto ao lado) – iguaizinhos aos que as modelos magérrimas usariam em seu lugar. Ela, que desfilou ao lado de meninas de manequim 36 que normalmente predominam nas apresentações, definitivamente não é gorda, tem o corpo de uma mulher normal – mas nota-se que o modelito não favoreceu as curvas da bela modelo.



Ela contou ao jornal Daily Mail que recebeu muitos e-mails de mulheres adultas e adolescentes agradecendo por ela ser uma modelo “mais real”.



Hayley diz que tem dificuldade em conciliar os estudos à recente carreira de modelo – que promete ter dias contados, já que ela pretende se dedicar ao curso de finanças e trabalhar na área.



E ela não caiu só nas graças de Mark Fast. A modelo já fotografou para uma grife de biquínis de tamanho grande e também fez fotos para um editorial da revista Marie Claire inglesa.Confir..Precursora
Hayley se juntou ao time capitaneado pela modelo Crystal Renn (veja na foto acima), que tem 21 anos, usa manequim 42 e ganhou notoriedade no ano passado depois de lançar um livro, em que conta como sobreviveu mascando apenas chiclete para alcançar seu objetivo de ficar 30 kg abaixo de seu peso normal. Ela teve anorexia e hoje em dia diz em entrevistas que acha “bizarro” que hoje em dia o “’peso normal’ seja considerado ‘acima do peso’”.



Além das iniciativas de Heyley e Crystal, na semana passada, durante a Semana de Moda de Nova York, a modelo Coco Rocha deu declarações à imprensa internacional dizendo que as marcas a julgam - mesmo com 47 kg - "muito gorda" para a passarela.

..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ONG explica campanha feminista com Cruzeiro, que vira destaque internacional

Ação é tida como a primeira de uma sequência de etapas de conscientização   João Vítor Marques /Superesportes  ,  Tiago Mattar /Superes...