quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Aquela garota está com a impressão de que a mãe tem inveja dela e que disputa com ela amizades e roupas

ROSELY SAYÃO - Novas rivais -  roselysayao@uol.com.br

Fonte da foto: http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/foto/0,,20442070-&esq=1&page=1&ndsp=33&ved=1t:429,r:7,s:0





MESES ATRÁS recebi uma correspondência muito interessante de uma adolescente.

O tom e o conteúdo da mensagem foram passados com tanta intensidade que tive necessidade de ler, de reler e a ela voltar várias vezes para refletir sobre o que aquelas palavras comunicavam.

Tenho recebido diversos pedidos para comentar uma história que se desenrola em uma novela, e que coincide com o assunto da mensagem que recebi da garota.

Um breve resumo da novela: uma mulher adulta e madura, mas com idade indefinida, tem dois filhos e uma filha crescidos e mantém um casamento de aparências. Sempre que ela pode, procura jovens desconhecidos para ter relações sexuais ocasionais.

Logo essa mulher descobre que o namorado da filha é um jovem com quem ela já teve um desses relacionamentos.

Então, a personagem usa de todas as artimanhas para que o namoro termine.

Na mensagem que recebi, a garota, prestes a completar 15 anos, reclamava da mãe.

Não pense apressadamente, caro leitor, que as reclamações diziam respeito às proibições, regras familiares, imposições e demais atitudes que os pais de adolescentes precisam e devem tomar.

Não: ela reclamava de atitudes que a mãe tinha e que ela interpretava como manifestações de pura inveja.

Vou citar três exemplos que ela deu, que considero bem significativos.

A adolescente me contou que sempre que ela comprava uma roupa de que gostava, logo a mãe a usava, sem lhe pedir permissão; que a mãe trocou o horário da academia para ir com a filha, depois que essa disse estar interessada em um jovem de sua turma, e que as amigas da escola estavam ligando para conversar mais com a sua mãe do que com ela mesma.

Essa garota estava com a impressão de que sua mãe disputava a vida com ela, que é o que tem acontecido na novela. Em vez de uma relação entre mãe e filha, o que acontece, nos dois casos, é uma relação entre duas mulheres que rivalizam entre si.

Vale a pena pensar nessa questão, já que alguns ideais de vida do mundo contemporâneo têm estimulado situações não tão radicais, mas muito semelhantes.

Quem se arrisca, hoje, sem relutar, a calcular a idade de uma mulher?

Independentemente da faixa etária, muitas compartilham o mesmo ideal de aparência: corpo magro, sem formas claramente definidas e com índice de gordura o mais baixo possível; roupas que evidenciam esse corpo cuidadosamente trabalhado e acessórios juvenis.

Mulheres de todas as idades compartilham hoje os mesmos desejos, mesmos interesses e mesmos espaços de lazer e diversão.

Não tem sido incomum encontrar mães acompanhadas de suas filhas adolescentes à noite, divertindo-se por aí em bares ou baladas. Isso pode até soar bonito: uma relação entre mãe e filha que inclui amizade, cumplicidade, partilha e união, não é verdade?

Mas será que não existe mesmo uma inveja por parte dessas mulheres?

Inveja da juventude das filhas, juventude essa que, por mais que tentem sustentar, demonstrar, vivenciar e agarrar, já se foi.

Alguns valores do mundo contemporâneo têm tornado a vida um pouco mais cruel para todas as pessoas, notadamente esse, o valor da juventude eterna.

É um valor cruel para os adultos, porque o envelhecimento é inexorável. E é cruel também para os mais novos porque, com tanta gente querendo ser jovem, deve ser difícil, para eles, buscar um modelo de identidade de ser homem e de ser mulher.



--------------------------------------------------------------------------------

ROSELY SAYÃO é psicóloga e autora do livro "Como educar seu filho"
Disponível em: http://sergyovitro.blogspot.com/2010/08/rosely-sayao-novas-rivais.html > Acesso em 2 de setembro de 2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ONG explica campanha feminista com Cruzeiro, que vira destaque internacional

Ação é tida como a primeira de uma sequência de etapas de conscientização   João Vítor Marques /Superesportes  ,  Tiago Mattar /Superes...