terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Comunidade internacional pressiona Irã para reverter sentença de Razieh Ebrahimi, hoje com 21 anos


POR 
Mas ainda há uma esperança para Ebrahim. O código penal do Irã prevê que criminosos condenados por homicídio podem receber o perdão de familiares da vítima até o último minuto antes da execução. Esse foi o caso de Samereh Alinejad, que foi perdoado por uma mãe em abril deste ano, quando já estava prestes a ser morto. O episódio estimulou outros casos semelhantes desde então.
Em 2013, Irã e Iraque responderam por quase dois terços de todas as execuções de pena de morte no mundo, segundo dados da Anistia Internacional.


Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/sociedade/iraniana-forcada-se-casar-aos-14-anos-condenada-morte-apos-assassinar-marido-12936352#ixzz3LspMJJxZ 
© 1996 - 2014. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ONG explica campanha feminista com Cruzeiro, que vira destaque internacional

Ação é tida como a primeira de uma sequência de etapas de conscientização   João Vítor Marques /Superesportes  ,  Tiago Mattar /Superes...