quarta-feira, 16 de julho de 2014

Morre Alice Coachman, primeira mulher negra a ganhar um ouro olímpico


AMANDA ROMANELLI
Segunda-Feira 14/07/14

Americana venceu a disputa do salto em altura na Olimpíada de Londres, em 1948

Primeira mulher negra a ganhar um ouro olímpico, a americana Alice Coachman Davis morreu na manhã desta segunda-feira em sua cidade natal, Albany, no estado da Georgia, aos 90 anos. Mas seu nome entrou definitivamente para a história em 7 de agosto de 1948, quando venceu a disputa do salto em altura da Olimpíada de Londres.
Alice era a quinta entre dez irmãos. Nasceu no Sul segregado, e demonstrou seu grande interesse no atletismo improvisando treinos em estradas de terra, sempre descalça, criando as próprias barreiras para melhorar seus saltos. O apoio que não recebeu da família encontrou em uma professora da quinta série, que a incentivou a continuar no esporte.
A saltadora começou sua carreira, efetivamente, ao ganhar uma bolsa de estudos do Tuskegee Institute, no Alabama, considerada uma das principais universidades para negros nos EUA. Sob as cores da escola, disputou seu primeiro campeonato amador de atletismo. Na sua carreira, Alice conquistou 34 títulos nacionais – foi campeã do salto em altura por dez anos consecutivos.
Por causa da Segunda Guerra Mundial, os Jogos Olímpicos não foram realizados em 1940 e 1944, edições que poderiam ter visto Alice no auge. Em 1948, aos 24 anos, ela disputou sua primeira e única Olimpíada: venceu com 1,68 m, recorde da competição, e recebeu a medalha de ouro das mãos do rei George VI. No ano seguinte, anunciou sua aposentadoria das pistas.
Alice foi a única mulher americana a conquistar uma medalha de ouro naquela edição dos Jogos. Segundo o historiador David Wallechinsky, a campeã foi recebida com homenagens em Albany, assim que voltou de Londres. Uma carreata de 280 km foi realizada, assim como uma cerimônia oficial na cidade – negros e brancos assistiram ao evento em locais separados.
Em 1952, Alice assinou um contrato de patrocínio com a Coca-Cola, o primeiro de uma mulher negra. Em sua carreira fora das pistas, ela criou uma fundação para ajudar jovens atletas. Nos Jogos Olímpicos de 1996, que foram disputados em Atlanta e celebraram os cem anos do olimpismo moderno, Alice foi nomeada como uma das 100 maiores figuras olímpicas da história. Seu nome faz parte do Hall da Fama do atletismo americano desde 1975.

FONTE
http://blogs.estadao.com.br/amanda-romanelli/morre-alice-coachman-primeira-mulher-negra-a-ganhar-um-ouro-olimpico/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ONG explica campanha feminista com Cruzeiro, que vira destaque internacional

Ação é tida como a primeira de uma sequência de etapas de conscientização   João Vítor Marques /Superesportes  ,  Tiago Mattar /Superes...