terça-feira, 8 de março de 2011

Mulher: essência do carnaval


Nesta terça-feira gorda de carnaval comemoramos o Dia Internacional da Mulher. Em um ano especial, ano em que comemoraremos esta data com uma mulher na Presidência da República, também podemos dizer que o carnaval tem reconhecido o poder da mulher, para além da aparência.

Sempre vimos uma alta exploração do corpo feminino durante os festejos de carnaval, o que em parte não mudou. Mas percebemos que muitas mulheres com corpos bonitos e torneados, usaram em 2011 fantasias discretas, como Adriana Bom Bom, que veio coberta da cabeça aos pés, vestida de Iguana, a frente da bateria da Tom Maior; e Sheron Menezes, que em sua estreia como Rainha da Bateria da Portela, estava com uma fantasia discreta e elegante, e mostrou que não é pelo corpo que se conquista tal posto, mas pelo carisma e samba no pé.

Entretanto, os destaques vão além. Uma das principais escolas de samba de São Paulo, a Mocidade Alegre, é presidida por uma mulher, Solange Rezende [foto]. Na Imperatriz Leopoldinense e na Estação Primeira de Mangueira, ambas do Rio de Janeiro, as mulheres têm um departamento só para elas. Mas, se voltarmos no tempo, veremos que as mulheres são grandes forças das escolas de samba, sendo responsáveis por suas fundações e manutenções. Como é o caso de Dona Zica, na Mangueira, e Dona Ester, uma das criadoras da Portela.

Nesta terça-feira gorda podemos comemorar as conquistas das mulheres em todas as esferas da sociedade e também no carnaval, onde elas não são apenas meros corpos a desfilar pela avenida, mas pensam, dirigem e comandam o maior espetáculo da terra.


* Carla Regina Mota Alonso Diéguez é mestre em Sociologia pela USP (2007), com ênfase em sociologia do trabalho, e bacharel em Ciências Sociais pela Unesp (2001). Atualmente, é docente e pesquisadora da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo com atuação nas linhas de pesquisa sociologia do desenvolvimento e sociologia do trabalho e doutoranda em Ciências Sociais pela Universidade de Campinas (Unicamp). E-mail: cadieguez@hotmail.com. TEXTO PUBLICADO EM 8 DE MARÇO.

DISPONÍVEL EM: http://www.portogente.com.br/texto.php?cod=42048 ACESSO EM 8 DE MARÇO
VALE REPENSARMOS  NOSSOS CORPOS E VALORES. SOMOS SEMPRE QUEM SOMOS NÃO SOMENTE QUEM PARECEMOS SER
COMENTEM





Nenhum comentário:

Postar um comentário

ONG explica campanha feminista com Cruzeiro, que vira destaque internacional

Ação é tida como a primeira de uma sequência de etapas de conscientização   João Vítor Marques /Superesportes  ,  Tiago Mattar /Superes...